Entenda por que a menstruação pode vir com coagulos

Apareceram alguns pedacinhos de sangue no seu absorvente? Calma, não precisa se assustar. São coágulos de sangue que acontecem devido a alterações no fluxo menstrual e quase sempre não representam nenhum risco sério. Para entender por que isso acontece e quando devemos nos preocupar, o Só Delas conversou com ginecologistas sobre o assunto.

Coágulos na menstruação: o que pode ser?

Segundo a ginecologista Camila Ramos, a menstruação pode vir acompanhada de coágulos quando o fluxo é mais abundante: “O sangue se acumula na cavidade vaginal e através de um mecanismo natural há formação de coágulos”, explica. Para a médica, isso é mais comum para quem tem um fluxo intenso, mas também pode ser um alerta para distúrbios hormonais e patologias. Por isso, se não for algo comum na sua menstruação e permanecer nos meses seguintes, a recomendação é procurar sua ginecologista para investigar a origem dessa mudança.

Alterações no volume do fluxo menstrual devem ser investigadas

A intensidade do fluxo menstrual é individual para cada mulher e também costuma variar de um ciclo para outro. Porém, a ginecologista Mariana Conforto destaca que todo sangramento aumentado deve ser estudado: “Sangrar muito e principalmente se estiver atrelado ao aumento de cólicas deve ser investigado adequadamente e tratado, para proporcionar uma melhor qualidade de vida para a paciente”, esclarece.

Coágulos de sangue e patologias

Em caso de patologias, o coágulo na menstruação pode estar ligado à problemas como endometriose: “Se caracteriza pelo crescimento do tecido endometrial fora do útero, o que pode causar cólicas intensas e aumento do fluxo menstrual (com a formação de coágulos)”, explica Dra. Camila Ramos. Além disso, também pode ter relação com miomas na parede do útero, podendo ocorrer um sangramento por mais tempo, já que os miomas dificultam as contrações naturais do útero.

Em tempo, a especialista acrescenta que deficiência de vitaminas C e K e minerais também têm papel na coagulação sanguínea e podem levar a formação de coágulos.

Dra Camila Ramos, ginecologista e obstetra da CLIMEB – Clínica Médica da Barra, CRM: 5295691-0

Dra. Mariana Conforto – Ginecologista e obstetra da Perinatal. CRM:5296454-9
Fonte: Só Delas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *